publicidade
Blog Quem Bahia

Por João Mascarenhas

Política

Família denuncia atropelamento pela preposto da SMTT

01 jun 2017

| 06:50h | Política
Família denuncia atropelamento pela preposto da SMTT

O representante comercial Haarison Leroy Oliveira Santos, de 27 anos, que mora no bairro Caseb, em Feira de Santana, foi atropelado no bairro São João na manhã de segunda-feira (29), quando uma viatura da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) estava fiscalizando um carro que fazia transporte clandestino, conhecido como ‘ligeirinho’. O comerciante Cristiano Santana, que é tio da vítima, afirmou que o sobrinho estava voltando da academia, quando houve a perseguição e o acidente.

“Estava tendo uma perseguição de um veículo da SMTT a um ligeirinho e quando meu sobrinho se aproximou da Rua Teixeira de Freitas, cruzamento com a Elpidio Nova, próximo ao shopping, por volta das 9h, ele foi colhido por um veículo que vinha em alta velocidade. Esse veículo estava sendo perseguido por uma viatura da SMTT”, salientou.

De acordo com Cristiano Santana, o carro bateu do lado direito na perna do sobrinho dele, fraturando-a em vários lugares. Ele conta que quando a viatura da SMTT viu que houve o acidente, de imediato parou a perseguição, mas não deu socorro e nem procurou saber como estava a vítima.

“Foi o pessoal da rua que chamou uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que levou ele para o Emec. Depois de algum tempo chegou o pessoal da SMTT para fazer o registro de acidente de trânsito, o que é de praxe, já que houve vítima”, relatou.

Foto: Arquivo pessoal

Cristiano Santana informa que uma queixa foi registrada na delegacia do Sobradinho e o pai da vítima será ouvido no próximo dia 13 de junho. Ele afirma que a família vai acionar a SMTT, já que o carro responsável pelo atropelamento estava sendo perseguido por uma viatura da secretaria.

O secretário municipal de Transportes e Trânsito, Pedro Boaventura, disse que não houve perseguição por parte da secretaria. “A primeira versão que chegou é que havia sim naquela região uma viatura da fiscalização monitorando um carro e esse carro estaria dando voltas pelo quarteirão. A viatura perdeu esse carro e não teve mais nenhum contato. Lá adiante, já em outro momento, houve a notícia desse acidente”, disse.

De acordo com o secretário, existem duas versões sobre o acidente e a secretaria já está apurando para saber o que realmente aconteceu. “Um cidadão prestou uma queixa e disse que a viatura estaria em perseguição. As versões estão contraditórias. Instauramos a apuração e vamos ver o que realmente aconteceu. As medidas já foram adotadas”, afirmou.

Pedro Boaventura disse que tomou conhecimento do acidente através da queixa que foi prestada na SMTT e que de imediato foi dado o devido atendimento. “Mandei o chefe de gabinete tomar as declarações da pessoa que prestou a queixa. Diante da versão dele instarei um procedimento sumário para verificar. Acredito que logo esse caso estará esclarecido e se houver participação da nossa guarnição, contrária as recomendações, as medidas legais serão adotadas e do lado de lá ele também foi orientado a prestar a queixa na delegacia”, explicou.

O secretário Pedro Boaventura disse ainda que já tem as informações do veículo atropelador, como cor e placa, e até mesmo o nome do motorista, mas que ainda não pode divulgar, devido às investigações. Ele destacou que a ordem da secretaria é que não sejam feitas perseguições. “Vamos apurar se houve a desobediência dessa ordem. A secretaria não quer perseguição. O ligeirinho é uma praga que está se alastrando, tem pessoas que estão liderando e acredito que existem pessoas fortes por trás disso. É preciso que exista uma apuração para descobrir quem são essas pessoas”, destacou.

 Acorda Cidade



Vídeos

Arquivo de Matérias



Publicidade

Fotos

Twitter

© 2009 - 2017. QuemBahia.com - Todos os direitos reservados.     Painel administrativo.