publicidade
Blog Quem Bahia

Por João Mascarenhas

Notícias

Pastor é preso suspeito de venda ilegal de terrenos em Feira de Santana

11 jul 2017

| 21:12h | Notícias
Pastor é preso suspeito de venda ilegal de terrenos em Feira de Santana

Loteamento

 Cumprindo mandados de prisão e busca e apreensão, policiais civis e delegados envolvidos em uma força tarefa, comandada pelo coordenador regional, João Rodrigo Uzzum, prenderam na tarde desta terça-feira (11/07), o pastor evangélico João Alves Filho, 53 anos, da Igreja Casa do Povo, situada no bairro Pampalona, em Feira de Santana.

Os mandados foram expedidos pelo juiz Julio Gonçalves da Silva Junior, titular da 2ª Vara Criminal. O juiz também concedeu mandado de busca e apreensão na casa do pastor João Alves Filho e de outras três pessoas, que trabalham para o acusado.
De acordo com o coordenador João Uzzum, o pastor é suspeito de envolvimento em vendas ilegais de lotes, situados na Rua Senador Quintino, bairro Olhos D’água, em Feira de Santana, local que esta sob judice.
 
O delegado disse que, “tudo indica que todos os lotes vendidos na Senador Quintino estejam com problemas de irregulares, pois existem um processo tramitando na justiça. E com isso pedimos para as pessoas que estejam em processo de compras que realmente suspendam a atividade tendo em vista a possibilidade de estejam sendo lesados”, explicou o delegado.
“Segundo a decisão judicial, existem indícios suficientes da participação do pastor nesse sistema de venda ilegal de lotes e em decorrência disso e da possibilidade de atrapalhar as investigações, a justiça achou por bem decretar a prisão dele”, relatou Uzzum.
 
Os policiais apreenderam documentos e computadores, que serão classificados e remetidos à Justiça. O pastor João Alves Filho foi submetido a exames de lesões corporais e encaminhado ao Presídio Regional de Feira de Santana.
 
Fotos Glaidson Santos /Correio Feirense



Vídeos

Arquivo de Matérias



Publicidade

Fotos

Twitter

© 2009 - 2017. QuemBahia.com - Todos os direitos reservados.     Painel administrativo.