publicidade
Blog Quem Bahia

Por João Mascarenhas

Notícias

Vans do transporte alternativo são apreendidas em operação da SMTT

26 jul 2017

| 07:01h | Notícias
Vans do transporte alternativo são apreendidas em operação da SMTT

 

Doze vans do transporte alternativo de Feira de Santana foram apreendidas nesta terça-feira (25) durante uma operação da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT). Rodolfo Júnior, diretor de transportes do município, explicou que a secretaria realizou a operação nas primeiras horas da madrugada de hoje, após verificar que as vans estavam embarcando passageiros no corredor de tráfego onde operam as linhas de ônibus.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Temos filmagens que comprovam essa atuação das vans, elas foram apreendidas e estão no pátio da SMTT. Os permissionários sabem que não podem pegar passageiros fora do ponto. Essa cláusula foi assinada em contrato e verificamos essa prática também nas linhas urbanas. A equipe de fiscalização pode constatar irregularidades”, afirmou.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Segundo Rodolfo, durante as abordagens motoristas reconheceram que tinham cometido a infração e conduziram os veículos paro pátio da SMTT. Hoje também houve apreensão de vans intermunicipais que fazem linha São Gonçalo-Feira de Santana. Elas estavam embarcando passageiros em área urbana.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

A multa para a primeira entrada de vans que fazem tranporte irregular no pátio da SMTT após cometerem infração é de R$ 2.500. Se houver reincidência o valor sobe para R$ 3.000 e o veículo fica retido por 30 dias no pátio. Uma nova reincidência o valor vai para R$3.500 e 60 dias de pátio. Rodolfo Ferreira Júnior informou ainda que esses valores passam por variações assim como os valores das infrações cometidas pelas vans do transporte alternativo.

José Vicente presidente da Cooperativa do Transporte Alternativo de Feira de Santana relatou que a informação da SMTT sobre as vans que estavam embarcando passageiros nos corredores de tráfego não procede e que os motoristas normalmente deixam os passageiros em pontos de segurança ou pontos do transporte coletivo a pedido dos próprios passageiros. Consequentemente outros passageiros querem embarcar e essa é uma prática do dia a dia. Ele salientou que a categoria precisa sobreviver e quer que a prefeitura realize uma negociação a respeito dessa situação.

“Conversamos com a prefeitura e ficou de ser vista uma negociação para que a gente pudesse embarcar e desembarcar os passageiros com segurança. Se toda vez que estivermos trabalhando acontecer essa ação do veículo ficar retido e a gente pagar multa não vamos conseguir sobreviver. A situação financeira do alternativo é gravíssima e complicada. Além disso, o passageiro tem o livre arbítrio de subir no transporte que quiser”, enfatizou.

Após a apreensão, os motoristas das vans participaram de uma reunião com o secretário Saulo Pereira. Alguns veículos só serão liberados do pátio na próxima quinta-feira, após o feriado de Senhora Santana.
 

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade.
 

 



Vídeos

Arquivo de Matérias



Publicidade

Fotos

Twitter

© 2009 - 2017. QuemBahia.com - Todos os direitos reservados.     Painel administrativo.