publicidade
Blog Quem Bahia

Por João Mascarenhas

Notícias

Secretário Sergio Carneiro apresenta programa de preservação das lagoas

22 set 2017

| 06:28h | Notícias
 Secretário  Sergio Carneiro apresenta  programa de preservação das lagoas

Um programa de preservação das lagoas em Feira de Santana foi lançado nesta quinta-feira (21), Dia da Árvore e véspera da Primavera, pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho e o secretário municipal do Meio Ambiente Sergio Carneiro. O evento foi realizado no Parque da Cidade.

Com o projeto, sete lagoas serão beneficiadas: Lagoa do Berreca, Lagoa do Subaé, Lagoa Terra Dura, Lagoa de Minas, Lagoa do Meio e Lagoa do Mirante. O secretário Sergio Carneiro explicou que quatro lagoas serão resolvidas com os recursos do Fundo Municipal do Meio Ambiente. Segundo ele, o prefeito, ao invés de gastar o dinheiro fazendo a urbanização de apenas uma das lagoas, ele resolver maximizar esse recurso, fazendo apenas a delimitação, ou seja, colocando uma pista de Cooper e ciclovia em quatro lagoas, de forma a evitar a ocupação irregular. Outras duas lagoas serão feitas em parceria com a iniciativa privada.

“Não vamos fazer uma urbanização completa com parque infantil, quiosques. Vamos utilizar o dinheiro em quatro lagoas: a do Subaé e um conjunto de três lagoas no bairro da Conceição. Outras duas, somando seis, serão feitas em parceria com a iniciativa privada; uma com a Unef onde vamos ter um belo espelho d’água na entrada da cidade e a outra no final da Avenida Artêmia Pires, onde licenciamos um empreendimento da L. Marquezzo e colocamos como condicionante que façam uma pista de Cooper e ciclovia em uma dos lados da Lagoa de Berreca. A sétima lagoa será feita com recursos próprios da prefeitura, mas sem pista de Cooper e ciclovia, que é a Lagoa da Terra Dura, próximo ao Parque da Cidade”, informou.

O secretário lembrou que Feira de Santana tem mais de 60 lagoas e um dia foi conhecida como Santana dos Olhos D’água. Segundo ele, o processo de industrialização e crescimento, aliado ao processo de especulação imobiliário, fez com que muitas nascentes e lagoas fossem aterradas e destacou que o objetivo do projeto é preservar o que resta dessas lagoas.

Convênio com a Uefs

Além do programa de preservação, foi celebrado um convênio com a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) para levantamento planialtimétrico das principais lagoas na sede do município (Lagoa da Pindoba, Lagoa da Taboa, Lagoa do Chico Maia e Lagoa Salgada). “A prefeitura forneceu uma foto por satélite e a universidade vai nos dar um levantamento dessas quatro lagoas”, informou o secretário Sergio Carneiro.

Universidade aberta do Meio Ambiente

Também ocorreu na tarde desta quinta a inauguração da sede da Universidade Aberta do Meio Ambiente (Unamacs). Sergio Carneiro comemorou e disse que essa é a primeira Universidade do Meio Ambiente da Bahia, a terceira do Brasil e a sétima do mundo. Ele explicou como funciona a universidade, que está localizada no Parque da Cidade e já iniciou os cursos.

“Quando falamos em universidade vem a cabeça das pessoas o conceito lato sensu, que é um local de ensino superior com um reitor e um conjunto de professores. Mas a universidade aberta é uma antítese disso, é um templo do saber de uma forma informal. É uma ideia que surgiu na Inglaterra em 1969 e chega ao Brasil como uma universidade de 3ª idade, um local onde os idosos iam jogar xadrez, dominó, fazer dança de salão e exercitar a mente. O meio ambiente se apropria dessa ideia e passa a oferecer curso de jardinagem, entre outros cursos ligados ao meio ambiente”, esclareceu.

Poluição sonora

O prefeito José Ronaldo de Carvalho destacou que a preservação das lagoas é em beneficio da comunidade de Feira de Santana e falou sobre outras ações desenvolvidas nesta quinta em prol do meio ambiente, entre elas, com o objetivo de combater a poluição sonora.

“Fizemos a doação de vários equipamentos para a Polícia Militar para combater a poluição sonora e também assinamos um edital de 30 dias para as pessoas que tiverem equipamentos sonoros apreendidos comparecerem ao governo para fazer a defesa prévia. Caso isso não aconteça, vamos destruir esses equipamentos em nome do silêncio na cidade”, destacou.

Parque Linear

Outra ação anunciada pelo prefeito foi a construção de um Parque Linear no Alto do Papagaio, com árvores e jardins, visando a preservação da área ambiental, e também a assinatura de um contrato para a pavimentação de dezenas de ruas no bairro. “São ações em defesa do meio ambiente, que culminou com o plantio de mil arvores em vários pontos da cidade, com a presença de alunos da rede municipal”, afirmou o prefeito.

Câmeras de segurança no Parque da Cidade

Para melhorar a segurança de quem frequenta o Parque da Cidade no conjunto Feira VII, o prefeito José Ronaldo também anunciou a instalação de câmeras de vídeomonitoramento no local. Segundo o prefeito, a medida vai ajudar na segurança naquele empreendimento público.

 Acorda Cidade
 



Vídeos

Arquivo de Matérias



Publicidade

Fotos

Twitter

© 2009 - 2017. QuemBahia.com - Todos os direitos reservados.     Painel administrativo.