publicidade
Blog Quem Bahia

Por João Mascarenhas

Notícias

Radialistas comentam falta de policiamento em Feira e deputado tenta descaracterizar a informação

28 abr 2011

| 20:07h | Notícias

Radialistas comentam falta de policiamento em Feira e deputado tenta descaracterizar a informaçãoNesta quinta-feira (28) durante o programa Carlos Geilson, da rádio Subaé, os âncoras e repórteres do noticioso registraram e comentaram a falta de policiamento, especificamente da Polícia Militar, na avenida Presidente Dutra, por ocasião da participação de blocos alternativos que se apresentam na noite anterior à abertura oficial da Micareta. Na oportunidade, o radialista Rivaldo Ramos, informou que cerca de dez homens entraram em luta corporal no cruzamento da rua Comandante Almiro com a avenida Presidente Dutra e por pouco não foi registrado um homicídio, quando um dos envolvidos na confusão se armou com um pedaço de pau pontudo e tentou enfiar nas costas de um desafeto." Eu saí do bairro Sobradinho e me desloquei até os estúdios da rádio Subaé, na avenida Maria Quitéria, e não ví nenhum policial ou viatura da PM ", declarou Rivaldo. Já o repórter Carlos Valadares informou que durante a apresentação dos blocos alternativos, presenciou apenas dois pelotões da polícia militar. Os comunicadores também questionaram sobre a ação das Companhias Independentes que circunlam o trecho e a falta de viaturas do programa Ronda nos Bairros.Como sempre acontece, o deputado Zé Neto (PT) entrou em contato telefônico com o programa e deu como desculpa a burocracia na liberação do pagamento aos policiais que estarão envolvidos na segurança da festa. Explica, mas não justifica, porque o evento ocorrido na noite passada era de pequeno porte e poderia ser planejado pelo Comando de Policiamento Regional Leste, determinando que cada companhia deslocasse um número significativo de policiais para garantir a segurança dos filões e de quem não participa da festa, mas precisa se deslocar para o trabalho.O deputado aproveitou a oportunidade para falar sobre o número de policiais que estarão envolvidos na micareta, dos valores concedidos pelo Governo do Estado no patrocínio da festa, através da Embasa, etc...O que também chamou atenção na participação do deputado foi a insinuação de que o Governo do Estado estava patrocinando as coberturas dos veículos de comunicação, numa tentativa de intimidar os profissionais para que não revelem a falta de segurança no município.Em tempo, dois ônibus coletivos foram assaltados na noite desta quarta-feira (27) em Feira de Santana, um deles no centro da cidade.Fonte;Blog Central de Polícia



Revista

REVISTA QUEMBAHIA.COM

Arquivo de Matérias



Publicidade

Podcasts

Saiba tudo sobre o Mercado Imobiliário com Corretor de Imóveis Cezinha dos olhos D'água.

Minha Figura
00:00
Download

A Psicóloga Flavia Sampaio fala sobre Psicologia Positiva no Programa .

Minha Figura
00:00
Download
Ver todos os Podcasts

Fotos

Twitter

© 2009 - 2022. QuemBahia.com - Todos os direitos reservados.     Painel administrativo.