publicidade
Blog Quem Bahia

Por João Mascarenhas

Notícias

União recorre de liminar que determinou complemento em dinheiro para tratamento de Yasmim nos EUA: 'É desesperador', diz mãe

21 out 2021

| 04:57h | Notícias
União recorre de liminar que determinou complemento em dinheiro para tratamento de Yasmim nos EUA: 'É desesperador', diz mãe

Família suplica que a população continue fazendo doações para ajudar Yasmin, que luta contra a leucemia linfoide aguda (LLA).


A União recorreu da liminar que determinou o depósito no valor de R$ 1.914.535,77 para complementar a terapia CAR-T CELL de Yasmin Bastos Nunes, nos Estados Unidos. A menina de 11 anos mora em Feira de Santana e luta contra a leucemia linfoide aguda (LLA) desde 2015. O valor estimado do tratamento está em torno de R$ 3,5 milhões.

A informação sobre a liminar foi divulgada pela mãe de Yasmin, Viviane Pimentel Bastos, nesta terça-feira (20), mesmo dia em que ela recebeu um e-mail do Hospital de Cleveland informando que conseguem coletar as células para fazer o tratamento. Com isso, a família continua precisando de ajuda para chegar ao valor total.

"Nesta tarde recebemos duas notícias. Primeiro a Defensoria Pública entrou em contato informando que a União recorreu da liminar, a União negou a vida de Yasmin. Há 15 minutos recebi um e-mail do Hospital de Cleveland, que aceitou o tratamento de Yasmin, que já tinha deixado tudo certo. Eles responderam, após análise do quadro atual, que ainda sim é possível fazer a coleta das células, mas demonstrou estar preocupado pelo fato de a doença ter ido para o sistema nervoso, significa que a doença vem progredindo rapidamente. É desesperador, uma porta se fecha, abre uma janela, e ao mesmo tempo a gente vê distante porque a gente não tem o valor total do tratamento. A União, infelizmente, não cumpriu e hoje a gente quer pedir mais uma vez a ajuda de todos vocês, se possível, doarem mais um pouco, nos ajudarem mais um pouco porque o hospital pediu um retorno breve. Eles querem que a gente vá logo, mas a gente não tem dinheiro suficiente. Minha guerreira está aqui lutando a cada dia. Não está sendo fácil pra ela e nem pra gente”, declarou Viviane em uma rede social.

cada dia. Não está sendo fácil pra ela e nem pra gente”, declarou Viviane em uma rede social.

Nelson Nunes, pai de Yasmim, disse ao Acorda Cidade que já informou ao hospital, que infelizmente a União negou ajuda a Yasmin, e que a campanha de arrecadação do valor continua porque o processo na justiça pode demorar.

“Estamos em contato frequente com o hospital dos Estados Unidos, passando o status de valor, já informamos que a união infelizmente negou. Os próximos passos jurídicos a gente ainda não tem detalhado, mas não podemos esperar. A doença vem avançando de forma grave e ela está sofrendo algumas consequências disso, teve algumas situações pulmonar, algumas convulsões, e a gente precisa acelerar esta ida dela pra fazer este tratamento”, informou.

Briga na justiça

Nelson disse também que a filha vai precisar de um avião UTI para transportá-la e que mesmo alcançando o valor com as doações vai continuar brigando na justiça pelos direitos da menina, uma vez que poderá surgir outras despesas após o tratamento no exterior.

“Estamos negociando com o hospital pra tentar iniciar o tratamento com o valor que a gente tem na mão, mas além do custo do hospital agora agregou valores extras como voo em um avião UTI já que ela teve estas consequências da doença e o custo é de cerca de R$ 500 mil, então, são coisas que nos preocupam muito, nos deixam muito angustiados, e que a gente vem aqui só implorar para que todos continuem ajudando e continuem segurando a mão de Yasmin. Já que a União deu pra trás nós vamos seguir nosso fluxo, mas não vamos desistir da causa na justiça, vamos continuar brigando pelos direitos dela sim, porque depois do tratamento vão surgir outras despesas e outros tratamentos complementares”, ressaltou.

No dia 9 de setembro deste ano, a juíza federal Andreia Guimarães do Nascimento, da 3ª Vara Federal Cível de Feira de Santana, determinou em caráter liminar que a União custeie parte do tratamento. O prazo dado pela juíza foi improrrogável e venceu no dia 1º de outubro, mas a União recorreu da liminar.
 

Como ajudar:

As doações em dinheiro podem ser feitas através das seguintes contas:

??PIX CPF: 061.992.505-16
YASMIN BASTOS NUNES

??PIX CPF: 826.374.315-04
VIVIANE PIMENTEL BASTOS NUNES ( mãe)

??CAIXA ECONÔMICA ( CPF 826.374.315-04 mãe)
AG: 3802 C/C: 21812-6

??BRADESCO ( CPF 826.374.315-04 mãe)
AG: 2273 C/C: 38128-4
VIVIANE PIMENTEL BASTOS

??SITE VAKINHA ONLINE
VAKA.ME/1897042

#AjudeYasmin

 Matéria do  Acorda/  Cidade Andréia Trindade



Revista

REVISTA QUEMBAHIA.COM

Arquivo de Matérias



Publicidade

Podcasts

Saiba tudo sobre o Mercado Imobiliário com Corretor de Imóveis Cezinha dos olhos D'água.

Minha Figura
00:00
Download

A Psicóloga Flavia Sampaio fala sobre Psicologia Positiva no Programa .

Minha Figura
00:00
Download
Ver todos os Podcasts

Fotos

Twitter

© 2009 - 2021. QuemBahia.com - Todos os direitos reservados.     Painel administrativo.