publicidade
Blog Quem Bahia

Por João Mascarenhas

Batista Cruz

Castração de cães e gatos é arma eficiente contra a superpopulação GG

28 ago 2019

| 17:27h | Batista Cruz
Castração de cães e gatos é arma eficiente contra a superpopulação GG

As 300 castrações e esterilizações de cães e gatos realizadas gratuitamente pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Feira de Santana no primeiro semestre, em parceria com a Associação Protetora dos Animais, contribuirão para o controle populacional destes animais. 

A quantidade de filhotes em cada ninhada está relacionado a variáveis, como raça, idade e porte, entre outros fatores. Estima-se que uma castração evita o nascimento de dois mil cães.

 “Daí a necessidade da castração, principalmente dos cães e gatos errantes”, disse a coordenadora do CCZ, a veterinária Mirza Cordeiro. Nos machos os testículos são retirados e nas fêmeas é feita uma histerectomia, que é a remoção do útero.

Apenas foram submetidos ao processo cirúrgico animais abandonados que fizeram algum tratamento de zoonose no CCZ ou levados pela APA (Associação de Proteção aos Animais). A castração é a ferramenta mais eficiente para evitar a reprodução descontrolada.

Estima-se que um cão gere algumas centenas de descendentes em dois ano – filhos, netos, bisnetos... que também começam a ter seus próprios filhotes e descendentes em todos os níveis. As ninhadas são exponenciais. 

As populações destes animais aumentam porque as cadelas entram no cio a cada seis meses e o período de gestação dura, em média, 63 dias. As gatas tem período de gestação de apenas nove semanas.


JOÃO BATISTA CRUZ

Colaborador

Florestano de nascimento, coração rodelense e alma feirense definem este admirador de forró, de músicas dos anos 80 e de autores nordestinos . Com  27 anos, ele trocou administração de empresas pelo jornalismo. O fogo da paixão que nutre pela profissão é alimentado diariamente pela reportagem e pelo incentivo dado pelo irmão Anchieta Nery, também jornalista e professor universitário. Descendente dos tuxás, tribo ribeirinha do São Francisco, torce pelo Verde no clássico anual disputado no feriado da Independência, em Rodelas, e pelo Bahia.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Quem bahia. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.



Revista

REVISTA QUEMBAHIA.COM

Arquivo de Matérias



Publicidade

Podcasts

Saiba tudo sobre o Mercado Imobiliário com Corretor de Imóveis Cezinha dos olhos D'água.

Minha Figura
00:00
Download

Coletiva dr Colbert Martins o exercício 2019

Minha Figura
00:00
Download
Ver todos os Podcasts

Fotos

Twitter

© 2009 - 2020. QuemBahia.com - Todos os direitos reservados.     Painel administrativo.